Se você é interessado por tendências digitais, provavelmente já percebeu que o Inbound Marketing é a nova aposta dos especialistas da área. Toda essa nova produção de conteúdo, visa a geração de valor para os clientes, trazendo um pilar que não era levado tão a sério: a identificação.

Agora, os clientes se reconhecem nos conteúdos, trazendo linguagens e ferramentas diversificadas.  Já até falamos por aqui sobre o Marketing de Conteúdo e suas vantagens, mas, existe ainda um ponto central dessa produção: a segmentação de conteúdo.

Na maioria das vezes, os textos que trazem o conceito de segmentação citam que é preciso definir critérios de separação, seja por idade, renda, gênero, etc.

Mas o que devemos entender por um conteúdo segmentado?

 

 

Sabe quando sua mãe se emociona mais com aquele desenho sobre uma história que ela lhe contou do que com um maravilhoso par de brincos? É porque esse tipo de presente não gera apenas gratidão, é diferente, único. É claro que ela ficaria feliz com os dois presentes, mas o desenho nunca passará despercebido.

De maneira prática, o conteúdo segmentado é isso: um benefício que você dá aos seus Leads como forma de agradecer a confiança que eles demonstram por você ao fornecerem informações.

Se você está definindo sua estratégia de marketing de conteúdo, vai perceber que existem potenciais clientes com comportamentos completamente diferentes uns dos outros. É nessas diferenças que você acaba identificando suas necessidades e como você poderá contribuir com elas.

Então, como encontrar quais são os fundamentos mais eficientes no seu caso?

1 - Crie Personas

Você já deve ter percebido que a criação de personas é parte importante do processo de entendimento do seu público, afinal, sem ela é impossível traçar um objetivo. Por isso, o início da segmentação precisa ser o entendimento do público. Quanto mais completa for sua persona, mais próximo você chegará às necessidades do negócio desse cliente.

Se você ainda tem dúvidas sobre como criar suas personas, aprenda com o Fantástico Gerador de Personas.

2 - Diversifique seu conteúdo

Até entender qual é o tipo de conteúdo ideal para cada persona, é importante que você tenha variedade de assuntos em seus canais, assim, será possível entender alguns padrões de comportamentos em determinados clientes.

Pense bem: não faz sentido manter o mesmo tema em todas as oportunidades, pois isso vai atrair os mesmos tipos de clientes. É sempre mais interessante observar o comportamento dos visitantes, para, então, oferecer o conteúdo. Se uma marca é capaz de entregar o conteúdo que interessa ao seu público, conseguirá mais atenção.

3 - Insista na segmentação

Mesmo que você já tenha feito inúmeras pesquisas sobre seus clientes, estimule sempre que eles indiquem seus interesses e seus desafios, de forma clara. Não sabe como fazer isso? Bom, existem algumas opções. Você pode oferecer e-books, newsletters e, em troca, obter algumas informações do visitante, como áreas de interesse.

Outra forma de obter essas valiosas informações é através das Landing Pages. Se um visitante chegou a uma delas e está tão interessado no material que topa fornecer informações para conseguir, aproveite a oportunidade! Por isso é tão importante investir na qualidade da produção textual e no layout desses conteúdos.

 

4 - Seja pessoal

Quem não gosta de se sentir respeitado? A porcentagem de abertura de e-mails em que os clientes são chamados pelo nome é bem maior do que aqueles em que o texto começa apenas com “Olá”. Isso pode parecer bobagem, mas se você começa a adotar uma postura mais pessoal com seu público, dando mais espaço para que ele se comunique com você (e não com robôs), a confiança vai crescendo e a troca de informações também.

Aproveite e tire um tempinho para aprender a vender mais com e-mail marketing!

5 - Fique de olho na concorrência

Empresas que oferecem serviços semelhantes aos seus são um bom termômetro para que você saiba o que tem potencial para gerar engajamento. Você pode ficar de olho nas redes sociais e blogs. Observe os comentários das pessoas, os compartilhamentos, e assim tente absorver o que de diferente sua empresa pode entregar a esses clientes.

6 - Interprete com atenção

Não importa quantos textos você leia sobre segmentação de conteúdo, você precisa ir à prática. Preste atenção à sua experiência como consumidor e perceba como você está inserido nesse processo. A partir daí, experimentando formas de segmentações diferentes, você chegará ao entendimento de qual é o conteúdo ideal para cada público.

 

 

Quer aprender um pouco mais sobre o Marketing de Conteúdo e sua metodologia? Temos um material perfeito para você! Que tal baixar o nosso e-book e aprender como vender mais com o marketing de conteúdo?